04 maio 2020

Dia da Língua Portuguesa celebrado com criação de concurso literário

Dia da Língua Portuguesa celebrado com criação de concurso literário

O Dia Mundial da Língua Portuguesa, que se comemora pela primeira vez a 5 de maio, é assinalado com o lançamento de um concurso literário internacional para estudantes de língua e literatura portuguesas espalhados pelo mundo.

Dia da Língua Portuguesa celebrado com criação de concurso literário
© DR
Notícias ao Minuto

 
 Partilhar
Os "Contos do Dia Mundial da Língua Portuguesa", iniciativa do Camões Instituto, da Porto Editora e do Plano Nacional de Leitura (PNL) desafia os alunos de português a escreverem um conto inédito, de uma a três páginas.
Estão contempladas cinco categorias: em função da idade (dos oito aos 14 anos e a partir dos 15 anos) e de acordo com os níveis de proficiência da língua dos alunos, explicam os promotores do concurso, em comunicado enviado à agência Lusa.
Os trabalhos, individuais, a entregar até 30 de janeiro do próximo ano, vão ser avaliados por um júri composto por cinco elementos e os vencedores serão conhecidos a o5 de maio de 2021, data em que se assinala pela segunda vez o Dia Mundial da Língua Portuguesa.
"Este incentivo à criação em língua portuguesa junto dos jovens que estudam em português em 76 países, em cinco continentes, visa não só estimular competências linguísticas, mas apoiar o diálogo e o encontro entre culturas, reforçando, assim, duas dimensões fundamentais da celebração do Dia Mundial da Língua Portuguesa: a afirmação do Português como uma língua de comunicação internacional e como uma língua plural, de pontes e de encontros", salienta o presidente do Instituto Camões, Luís Faro Ramos, citado pelo comunicado.
A iniciativa destina-se a alunos que estão a frequentar cursos de língua e cultura portuguesas, um pouco por todo o mundo, nomeadamente na rede de Ensino Português no Estrangeiro, em leitorados do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, e em universidades com Centros de Língua Portuguesa.
Para a comissária do Plano Nacional de Leitura, Teresa Calçada, esta é uma forma de celebrar a língua e de estimular a criatividade.
"É um desafio que, dirigido aos estudantes de português dos cinco continentes, convoca a escrita, a leitura, o pensamento e a criatividade como forma de recriar e celebrar a língua portuguesa", refere Teresa Calçada, comissária do PNL.
O Dia Mundial da Língua Portuguesa foi ratificado em 25 de novembro de 2019, pela organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO, na sigla em inglês), na sequência de uma proposta apresentada por todos os países lusófonos, e apoiada por mais 24 Estados. Há mais de uma década que, a 5 de maio, se celebrava o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).
"É o reconhecimento, por parte da UNESCO, da relevância que a Língua Portuguesa tem a nível mundial, a mais falada no hemisfério sul e a quarta em todo o mundo", acentua a gestora Graciete Teixeira, da Porto Editora, para quem o concurso literário "reflete a universalidade da Língua Portuguesa e constitui uma outra forma de promover a língua nas mais diversas geografias".
Os promotores do concurso sublinham que o português é falado por mais de 260 milhões de pessoas nos cinco continentes (3,7% da população mundial), sendo língua oficial dos nove países-membros da CPLP (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) e Macau, bem como língua de trabalho ou oficial de um conjunto de organizações internacionais como a União Europeia, União Africana e o Mercosul.

Livraria Lello oferece 6000€ aos melhores contos da quarentena


Livraria Lello oferece 6000€ aos melhores contos da quarentena

Livraria Lello lançou o concurso "Contos da Quarentena" para distinguir autores revelação e incentivar a escrita durante o período de isolamento. Os seis melhores contos vão ganhar um prémio monetário de mil euros cada um, e verão os seus textos publicados pela livraria. O concurso está aberto até 31 de Maio.
A iniciativa tem como objectivo “incentivar a produção de contos por escritores anónimos portugueses e/ou estrangeiros, numa altura em que temos mais tempo para escrever”. Os contos devem focar-se “nas experiências de cada um durante o período excepcional que vivemos devido à Covid-19” e não podem estar a ser usados noutros concursos com “decisão pendente”.
Ao todo serão premiados seis contos. Cada vencedor terá direito a um prémio monetário de mil euros e terá o seu texto publicado pela livraria portuense. Para participar, basta inscrever-se através do seguinte formulário. Está também disponível para consulta o regulamento do concurso, para ficar a conhecer mais sobre o júri e outras informações, como o número de páginas.

REGULAMENTO OFICIAL 

PRÉMIO CONTOS DA QUARENTENA 


Entidade Promotora
Livraria Lello, SA (Porto)

Objeto
O Prémio “Contos da Quarentena” promovido pela Livraria Lello visa incentivar a criação de contos por escritores anónimos portugueses e internacionais, que relatem, em modo ficcionado, a sua experiência neste período de exceção em que todos vivemos graças à pandemia causada pelo vírus Covid-19.

Pretende-se galardoar 6 dos participantes, que apresentem obras inéditas de ficção literária, na área do conto, da sua autoria e que não tenham sido apresentados em nenhum outro concurso que eventualmente se encontre com decisão pendente.

Quem Pode Concorrer
Podem candidatar-se pessoas singulares, de nacionalidade portuguesa ou estrangeira, que sejam maiores de 18 anos.

Como Concorrer
  • As obras concorrentes devem ter entre 10 e 20 páginas e ser redigidas em fonte Times New Roman, tamanho 12.
  • As mesmas devem ser apresentadas acompanhadas de uma sinopse, redigida em folha separada, com 15 a 20 linhas.  
  • As obras devem encontrar-se assinadas com pseudónimo do autor nunca antes utilizado por este.
  • As candidaturas devem ser remetidas por:
  • via eletrónica, em PDF, no formato A4, através do Formulário Google disponibilizado em https://bit.ly/2V31w8n, e
  • correio, em papel A4, com a mesma fonte e tamanho de letra, para a seguinte morada:
  • Livraria Lello
    Contos da Quarentena
    Rua das Carmelitas, 144
    4050-161 Porto
Pelo correio, as candidaturas deverão ainda ser acompanhadas de um envelope fechado, contendo no sobrescrito o título da obra e o pseudónimo do autor (coincidente com o pseudónimo usado nas cópias da obra), bem como de:
  • Identificação do candidato: nome e endereço completo; número de identificação fiscal; endereço eletrónico e telefone para contacto;
  • Declaração do candidato, assinada por este, de que a obra apresentada a concurso é (1) original sua e que não contratualizou com terceiros a titularidade dos correspondentes direitos patrimoniais de autor, nem os onerou, seja a que título for, bem como é (2) a obra inédita, e não foi submetida a nenhum outro concurso com decisão que ainda se encontre pendente;
  • Declaração do candidato, assinada por este, de que não conhece, à data da apresentação da obra a concurso, qualquer ação ou interpelação de terceiros reclamando a titularidade seja dos direitos pessoais seja dos direitos patrimoniais de autor, ou qualquer outro meio legal suscetível de criar um ónus sobre tais direitos.
  • Declaração do candidato, assinada por este, de que com a submissão da sua candidatura aceita, de forma expressa, todos os termos e condições constantes do presente regulamento, bem como aceita, caso venha a ser premiado, a divulgação da sua identidade, bem como, se for o caso, da sua imagem e voz, por qualquer meio ou suporte, incluindo, nomeadamente, num ou mais meios de comunicação social de âmbito nacional ou internacional, e/ou nas plataformas digitais da entidade promotora e dos seus parceiros, para efeitos de promoção e divulgação do presente concurso, sem direito a qualquer compensação adicional;
  • O concorrente pode apresentar uma declaração única mencionados os vários pontos acima indicados.
  • Os originais enviados não serão devolvidos.
  • O Prémio “Contos da Quarentena”, da Livraria Lello só pode ser atribuído uma vez ao mesmo autor.
 
Prazo de Entrega
31 de maio de 2020 (24h00)
 
Júri
  • O Júri será constituído por 2 membros da Administração da Livraria Lello, cabendo a um deles presidir ao Júri, pelo Diretor Criativo da Livraria Lello e por duas personalidades do mundo literário e cultural de língua portuguesa a nomear pela administração da entidade promotora;
  • Não chegando o Júri a unanimidade, cabe ao Presidente do Conselho de Administração da Livraria Lello a decisão final;
  • O Júri delibera com total independência e em plena liberdade de critério, por maioria dos votos dos seus membros, cabendo, em caso de empate, ao Presidente do Júri o voto de qualidade;
  • A decisão do júri, devidamente fundamentada, é definitiva, ou seja, é insuscetível de reclamação ou recurso, devendo ser anunciada, no máximo, até 30 de setembro de 2020;
  • O Júri reserva-se o direito de não atribuir prémio caso entenda que as obras candidatas não reúnem os requisitos mínimos de avaliação abaixo identificados.
 
Critérios de Avaliação
Os critérios de avaliação, classificação e seleção das obras candidatas será definido pela Livraria Lello, que constituirá uma comissão de avaliação, liderada pelo seu Diretor Criativo, que procederá à leitura das obras admitidas a concurso e elaborará os respetivos relatórios à luz dos critérios de avaliação estabelecidos.

As obras selecionadas, bem como os correspondentes relatórios de leitura, serão apresentados ao Júri, no máximo de 15, que sobre estes decidirá, ou seja, destas selecionando as 6 obras vencedoras.

As obras submetidas serão avaliadas tendo em conta a sua originalidade, contemporaneidade e enquadramento na temática proposta.
 
Prémio
O prémio será no valor de 6.000 €, o qual será dividido em partes iguais pelos 6 vencedores.
 
Edição e Outros 
Os termos e condições do pagamento do prémio e da respetiva faturação, bem como da edição das obras vencedoras por parte da entidade promotora será objeto de contrato autónomo a celebrar entre a Livraria Lello e cada um dos 6 autores premiados nos termos, designadamente previstos no Código do Direito de Autor e Direitos Conexos.
 
Privacidade 
A Livraria Lello, enquanto entidade promotora, é responsável pela recolha e tratamento dos dados pessoais disponibilizados pelos candidatos no âmbito deste concurso, garantindo a segurança e confidencialidade exigidas pela legislação relativa à proteção de dados pessoais. A mesma respeita o direito à privacidade e não recolhe qualquer informação pessoal sem ser a pedido ou com consentimento explícito. Por outro lado, assegura que a recolha, tratamento e conservação dos dados pessoais serão apenas efetuados no contexto deste concurso e para finalidades relacionadas com a sua implementação, e ainda para efeitos de posterior divulgação das atividades da Livraria Lello. Garante que não procederá a qualquer transmissão a terceiros de dados pessoais para fins comerciais ou de publicidade.

O titular dos dados pessoais tem os seguintes direitos ao abrigo da legislação aplicável:
  • os direitos de acesso, retificação, apagamento, limitação do tratamento, portabilidade dos dados, o de oposição a determinado tratamento dos dados pessoais e ainda o de não ficar sujeito a nenhuma decisão tomada exclusivamente com base no tratamento automatizado.

Para o exercício dos referidos direitos poderá entrar em contacto com a Livraria Lello através do seguinte endereço de email: digital@livrarialello.pt.  


Dia Mundial do Livro - 23 de abril

DIA MUNDIAL DO LIVRO - "Um livro no coração. Todos somos Livros."
Num ano conturbado em que, na cadeia do livro, todos somos precisos - escritor e ilustrador, editor, tradutor, revisor, designer, gráfica, distribuidora, livraria, mediador, biblioteca e, sobretudo neste momento, o LEITOR -, a ilustradora e designer Mariana Rio (Menção Especial do Prémio Nacional de Ilustração em 2019) concebeu a imagem do cartaz.
O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Neste dia, comemora-se também o Direito de Autor.
Esta data foi escolhida com base na tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge, e recebem em troca um livro, testemunho das aventuras do heróico cavaleiro. Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare, Cervantes e Garcilaso de La Vega, falecidos em Abril.
Se este ano vai ser difícil oferecer uma rosa, fácil será oferecer um livro. Vá à livraria da sua zona ou encomende online, e envie um livro para os que lhe são mais queridos.
Um livro no coração. Todos somos Livros.


Divulgação - Luís Fontinha


“Mogadouro @ Ler”



“Mogadouro @ Ler” – abril de 2020 - PARTICIPE!
O mês de abril é, sem dúvida, o mês do livro e da leitura!
Para comemorarmos o dia 23 de abril, Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, de 10 a 24 de abril, envie-nos uma (ou mais) foto (sua) com o(s) seu(s) livro(s) favorito(s) ou com o livro que @nd@ a ler.
Seja criativo(a)!... e original…
Iremos divulgar as fotos, aqui, no Facebook, no dia 25 de abril.
De 25 a 30 de abril poderão colocar likes (gostos) na(s) foto(s) favorita(s).
As 3 (três) fotos com mais likes (gostos), terão direito a uma lembrança!
PARTICIPE!
Enviar para as para: marta.madureira@mogadouro.pt
Não se esqueça(m) de identificar a(s) foto(s) com: nome(s), idade(s) (opcional) e localidade.
Podem, se quiserem, adicionar uma descrição/legenda à(s) vossa(s) foto(s).
NOTA: A BMTC reserva-se o direito de não publicar fotos que constituam atentado ao pudor ou ofensa contra pessoa ou conjunto de pessoas.


Passatempo do Dia Mundial do Livro #UmaBibliotecaUmLeitor

Passatempo do Dia Mundial do Livro #UmaBibliotecaUmLeitor
Para celebrar o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, que se celebra a 23 de abril, e como forma de envolver as bibliotecas públicas e os seus utilizadores, a DGLAB promove o passatempo #UmaBibliotecaUmLeitor.
250 bibliotecas públicas de todo o país fizeram as suas sugestões de leitura e assim reunimos uma lista com mais de 150 títulos. De entre os livros mais sugeridos pelas bibliotecas, foram identificados os 10 mais referidos destinados ao público adulto e ao público infantil.
Para aproximar as bibliotecas e dos seus utilizadores vamos premiar 1 leitor e 1 biblioteca em cada categoria.
Vote e escolha o seu livro preferido!
UmaBibliotecaUmLeito_passatempo.png
Passatempo Dia Mundial do Livro #UmaBibliotecaUmLeitor
- O Passatempo decorre de 15 a 21 de abril;
- Cada participante deve votar no livro adulto e/ou infantil preferido, indicar a biblioteca municipal que habitualmente frequenta e deixar os seus contactos;
- O formulário para votação está disponível aqui até à meia-noite de dia 21 de abril;
- Cada pessoa apenas pode votar uma vez: livro adulto e livro infantil. Em caso de múltiplas votações será considerada a última;
- Os resultados do Passatempo serão divulgamos no dia 23 de abril dando conta que qual anunciamos o livro (adulto e infantil) preferido dos leitores das Bibliotecas da RNBP;
- Oferecemos um conjunto de 50 livros aos 2 utilizadores (livro infantil e livro adulto), escolhidos aleatoriamente, que tenha votado no livro mais votado de adulto e infantil;
- Oferecemos um conjunto de 20 livros à Biblioteca Municipal a que pertencerem os utilizadores selecionados.

BOA PÁSCOA


11 abril 2020

Boa Páscoa


Prémios PEN

Regulamento dos Prémios Literários do PEN Clube Português:
Poesia, Ensaio, Narrativa e Primeira Obra
1. Os Prémios Literários do P.E.N. Clube Português têm o patrocínio da Direcção- Geral do Livro e das Bibliotecas (DGLAB).
2. Os Prémios P.E.N. destinam-se a galardoar anualmente as melhores obras concorrentes, publicadas no ano anterior, em língua portuguesa, em 1ª edição, nas modalidades de Poesia, Ensaio, Narrativa e Primeira Obra.
3. Podem concorrer aos Prémios P.E.N.:
a) escritores de nacionalidade portuguesa;
b) editoras portuguesas ou estrangeiras, quando estas se apresentam a concurso com edições de autores portugueses, em língua portuguesa.
4. Estão inibidos de concorrer aos Prémios P.E.N.:
a) os membros da direcção do P.E.N. Clube Português, que se encontrem em funções aquando da constituição dos Júris;
b) os autores que tenham sido galardoados com um prémio P.E.N. num dos cinco anos anteriores ao ano do concurso.
5. Na abertura anual do concurso, a direcção do P.E.N. decidirá qual o suporte ou suportes aceitáveis, que entender mais convenientes: livro em papel ou pdf, e/ou e-Book, sendo obrigatório o respectivo registo de ISBN.
6. Nas modalidades de Poesia, Ensaio e Narrativa, os prémios P.E.N. têm o valor pecuniário de cinco mil euros. O Prémio para Primeira Obra tem o valor pecuniário de dois mil e quinhentos euros.
7. Em cada uma das modalidades - Poesia, Ensaio e Narrativa - os Júris são compostos por um coordenador e mais dois membros, de reconhecido mérito e idoneidade, nomeados pela Direcção do P.E.N. Clube Português. O júri do Prémio de Primeira Obra será constituído pelos Coordenadores do Prémio de Poesia, de Ensaio e de Narrativa.
8. Os Prémios P.E.N. não são concedidos a obras póstumas. No caso de o autor premiado falecer antes da entrega do prémio, este será representado pelos seus herdeiros literários, que o receberão, desde que devidamente credenciados pela habilitação de herdeiros.
9. Os Prémios P.E.N. serão atribuídos e divulgados, salvo em caso de força maior, até 31 de Outubro de cada ano.
10. Da reunião final de cada júri será lavrada uma acta, da qual constará se o Prémio foi atribuído por maioria ou por unanimidade. Os júris poderão não atribuir os Prémios, tendo de justificar essa opção na respectiva acta.
11. O P.E.N. Clube Português procurará divulgar as obras premiadas, por todos os meios ao seu alcance, em Portugal e no estrangeiro.
12. A entrega dos prémios será feita em cerimónia pública, organizada pelo P.E.N. Clube Português.

NORMA TRANSITÓRIA – Março de 2020. Nas circunstâncias actuais (isolamento social devido à Pandemia Covid-19), que impossibilitam a recolha e tratamento dos livros em papel, a direcção do PEN decidiu promover o concurso exclusivamente através de livros em PDF, acompanhados da respectiva Ficha Técnica, com o Registo do ISBN. Entre 1 e 30 de Abril serão enviados para assessoriapen@gmail.com.
A direcção do P.E.N. Clube Português

Prémio de Literatura Infantil - 7.ª edição

Prémio de Literatura Infantil - 7.ª edição
O Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce, no valor de 50.000 euros, nasceu em 2014, com o intuito de incentivar a criatividade literária e artística, premiando obras originais que ajudem a promover o gosto dos mais novos pela leitura.
O Prémio de Literatura Infantil assinala, este ano, a sua 7ª edição.Traga o seu talento e entre nesta história.
Participe no maior prémio de literatura infantil do país.
Esta iniciativa inscreve-se no pilar da promoção da literacia infanto-juvenil, com o objetivo de democratizar o acesso aos livros e estimular hábitos de leitura em família, desde cedo.

LANÇAMENTO VIRTUAL


Canto d´Encantos
O livro pode ser adquirido na Livraria Rosa d'Ouro, em Bragança, Clássica, em Moncorvo e Traga-Mundos em Vila Real ou na página da editora https://www.lemadorigem.pt/ e na livraria virtual wook https://www.wook.pt/…/canto-dencantos-jose-mario-l…/23936076.


MAFRA

PRÉMIO LITERÁRIO DO MUNICÍPIO DE MAFRA

A Câmara Municipal de Mafra instituiu bienalmente o “Prémio Literário do Município de Mafra”, visando incentivar, promover e divulgar a criação literária. O Prémio será atribuído, alternadamente, a obras inéditas de poesia e de ficção em prosa. A sua primeira edição decorre no biénio de 2019/ 2020, destinando-se a premiar o melhor trabalho inédito na modalidade de Poesia. Serão admitidos a concurso exclusivamente textos inéditos, escritos em língua portuguesa, da autoria de indivíduos de nacionalidade portuguesa ou estrangeira e de autoria única.

Consulte aqui as Normas de Participação

Data limite para candidaturas:
30 de abril de 2020
Local de receção das candidaturas:
Presencial:
Balcão de Atendimento da Câmara Municipal de Mafra (2.ª a 6.ª feira, das 9:00 às 17:00)
Praça do Município
2644-001 Mafra

Via postal (registado, com aviso de receção):
Câmara Municipal de Mafra
Secretariado do “Prémio Literário do Município de Mafra”
Praça do Município
2644-001 Mafra
Mais informações:
premioliterario@cm-mafra.pt
JÚRI
Presidente - Fernando Pinto do Amaral
Membro - Alice Vieira
Membro - José Fanha

TROFA



Concurso Lusófono - Conto Infantil - Trofa 2020
Está de volta o Concurso Lusófono da Trofa com o objetivo de incentivar a criatividade literária premiando uma obra inédita de um autor lusófono.
Este é um dos concursos literários mais prestigiados e mais conhecidos dos países lusófonos, e a edição 2020, termina a 31 de maio.
As obras a concurso devem ser enviadas, sob pseudónimo, até ao último dia útil do mês de maio de 2020 (31 de maio) e em Portugal, podem fazê-lo, em mão (até às 18h00, do último dia útil do mês de maio de 2020 (31 de maio), na Casa da Cultura da Trofa, Avenida D. Diogo Mourato, durante o horário do expediente ou via correio, através de carta registada.
Já nos outros países a entrega dos contos pode ser efetuada no Centro Cultural Português em Luanda (Angola), no Centro Cultural Português em Brasília (Brasil), no Centro Cultural Português na Praia no Centro Cultural Português na Praia – polo Mindelo (Cabo Verde), no Centro Cultural Português em Bissau (Guiné-Bissau), no Centro Cultural Português em Maputo e no Centro Cultural Português em Maputo – Polo da Beira (Moçambique), no Centro Cultural Português em S. Tomé e no Centro Cultural Português em S. Tomé – Polo da Ilha do Príncipe (S. Tomé e Príncipe), no Centro Cultural Português em Díli (Timor) e na Embaixada de Portugal em Malabo (Guiné Equatorial).
Recorda-se que esta iniciativa organizada pela Câmara da Trofa com o apoio do Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. defende e consolida a língua portuguesa como expressão universal da cultura lusófona, além de motivar a produção literária.
Este Concurso literário internacional que aposta na promoção e salvaguarda da literatura infantojuvenil, que fomenta o gosto pela leitura, estimulando o espírito de iniciativa, ao mesmo tempo que desenvolve e incentiva a escrita criativa, estende-se a todos os países de língua oficial portuguesa, nomeadamente Portugal, Angola, Brasil, Moçambique, Cabo Verde, S. Tomé e Príncipe, Guiné Bissau, Guiné Equatorial e Timor.
A concurso estão o Prémio Matilde Rosa Araújo no valor de 2000 euros, ainda o Prémio Ilustração no valor de 1500 euros e o Prémio Lusofonia no valor de 1000 euros. Os vencedores serão revelados nas Comemorações do Aniversário do Município, em novembro.
A Trofa prepara-se desta forma, para galardoar mais um conto infantil inédito, criado em português, que irá assim, juntar-se aos vários livros infantis editados pela Câmara Municipal, no âmbito do Concurso que é já considerado uma referência internacional na área da literatura e da criação e expressão literária em português.
Esta iniciativa organizada pela Câmara da Trofa com o apoio do Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. defende e consolida a língua portuguesa como expressão universal da cultura lusófona, além de motivar a produção literária.

LISBOA


Estão abertas as candidaturas ao Prémio de #História Alberto Sampaio 2020.⁠

O prémio destina-se a homenagear e a manter viva a pessoa e obra de Alberto Sampaio, promovendo o desenvolvimento dos estudos científicos e investigação nas áreas ligadas ao seu legado, em especial, nas disciplinas da História Social e Económica. ⁠

Mais informação e documentação para a formalização das candidaturas aqui:
http://www.acad-ciencias.pt/academia/alberto-sampaio-2020.



27 janeiro 2020

VILA REAL


Na próxima semana, a Comunidade de Leitores da Biblioteca de Vila Real comemora o 8.º aniversário.
Quarta-feira | 29 de Janeiro | 21h00


LISBOA - CASA DE TRÁS-OS-MONTES

LISBOA
A Direção da Casa de Trás-os-Montes e Alto-Douro tem o prazer de a/o convidar para a assistir à sessão de entrega do Prémio Literário e Prémio de Carreira pelo Professor Adriano Moreira a cada um dos designados autores vencedores da obra apresentada na CTMAD ou com o nosso apoio, no período de 01 de Dezembro de 2018 a 30 de Novembro de 2019, a realizar no próximo dia 29 de Janeiro, Quarta-Feira pelas 18.00horas , na sua Sede, Campo Pequeno, N.º 50, 3º Esq.,em Lisboa.
O Prémio Literário foi atribuído ao livro“O Perfil dos Dias” de autoria do Dr.Manuel Veiga pela alta qualidade da sua poesia, profundidade do seu pensamento e cadência musical.
Mais se decidiu atribuir o “ Prémio de Carreira” ao escritor João de Deus Rodrigues, pela vastidão da sua já longa obra e pela qualidade dos temas abordados na área do conto e da poesia.
A Tertúlia Transmontana apresentada pelo Coronel Jorge Golias, terminará com a declamação de poemas pelos seus vários elementos , acompanhados com espaço musical dos Maranus.
No final será servido um Douro de Honra
A Direção
**************************************************
Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro
Campo Pequeno, 50 - 3º Esq.1000-081 Lisboa
Telef. 21 7939311/ 916824293



LISBOA


"CARTAS PARA MIGUEL TORGA", organização e prefácio de Carlos Mendes de Sousa, é um livro que nos ajuda a conhecer melhor o universo pessoal de Miguel Torga.

«O impacto do conjunto das cartas recebidas por Miguel Torga resulta da amplitude do seu arco temporal, que abarca um período de sessenta e quatro anos (de 1930 a 1994), mas decorre também do número de correspondentes e da ressonância dos seus nomes. Bastará arrolar alguns deles para avaliarmos a importância deste epistolário e as achegas que traz para o estudo da história literária, cultural e política do século XX português. Encontramos cartas assinadas por Fernando Pessoa, Raul Leal, Cecília Meireles, Manuel Bandeira, Jorge Amado, Teixeira de Pascoaes, Hernâni Cidade, Óscar Lopes, Maria Archer, Adolfo Casais Monteiro, Vitorino Nemésio, Sophia de Mello Breyner Andresen, Jorge de Sena, Eduardo Lourenço, Ruben A., Urbano Tavares Rodrigues, António Barreto, Mário Soares, Fernando Piteira Santos, Jack Lang e Gonzalo Torrente Ballester, entre muitos outros.»
(da introdução de Carlos Mendes de Sousa)

Carlos Mendes de Sousa é professor na Universidade do Minho. Tem-se dedicado especialmente ao estudo da literatura brasileira e da poesia portuguesa moderna e contemporânea.
Entre os seus trabalhos contam-se os livros O Nascimento da Música. A Metáfora em Eugénio de Andrade (1992), Clarice Lispector. Figuras da Escrita (2000; edição brasileira, 2012); Clarice Lispector. Pinturas (2013).
Em 2007, foi curador da exposição comemorativa do centenário do nascimento de Miguel Torga; comissariou também o Colloque International Miguel Torga, realizado no Centro Cultural Calouste Gulbenkian de Paris. Publicou, nesse ano, o catálogo Miguel Torga (1907-1995); 2.ª edição revista, Miguel Torga: o Chão e o Verbo (2014). Organizou o volume Dar Mundo ao Coração. Estudos sobre Miguel Torga (2009; edição francesa Miguel Torga, écrivain universel, 2009).
Co-dirigiu o projecto das Obras Completas de Eduardo Lourenço (Fundação Calouste Gulbenkian). Coordenou nesta colecção o volume Tempo e Poesia. Organizou a edição da Obra Poética de Sophia de Mello Breyner Andresen (2010). Foi ainda coordenador da revista Diacrítica. Literatura e co-director da revista de poesia Relâmpago (Fundação Luís Miguel Nava).



12 dezembro 2019

TORRE DE MONCORVO


LISBOA - Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro

Atribuição do Prémio Literário Professor Adriano Moreira 2019
Cara/o Consócia/o

Vem a CTMAD informar que , no dia 4 de Dezembro de 2019, reuniu , na sua sede em Lisboa, pelas 16 horas, o júri da Tertúlia Transmontana, designado pela Direção, a fim de decidir sobre a escolha de um escritor transmontano, alto duriense ou da beira transmontana, para atribuição do Prémio Literário Adriano Moreira 2019, ao autor do livro da obra vencedora, apresentada na CTMAD ou com o nosso apoio, no período de 01 de Dezembro de 2018 a 30 de Novembro de 2019.
Apreciados que foram todos os livros, com a intervenção de cada um dos elementos do designado júri, em defesa dos seus pontos de vista, procedeu-se no final à votação secreta, tendo vencido o Prémio Literário o livro:
O Perfil dos Dias” de autoria do  Dr.Manuel Veiga pela alta qualidade da sua poesia, profundidade do seu pensamento e cadência musical.
Mais se decidiu atribuir o Prémio de Carreira ao escritor João de Deus Rodrigues, pela vastidão da sua já longa obra e pela qualidade dos temas abordados na área do conto e da poesia.
A entrega dos referidos Prémios será feita  pelo Professor Adriano Moreira  a cada um dos  designados autores vencedores, durante o jantar de Natal , que terá lugar no próximo dia 19 de Dezembro, pelas 19h00, no Restaurante a Real Fábrica, na Rua da Escola Politécnica, N.º 275, 1º andar, Lisboa.
Contamos com a sua presença.

A Direção da CTMAD
Saudações transmontanas,

Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tel: 217939311 Tlm: 916824293
Campo Pequeno, 50 - 3º Esq.
1000-081 Lisboa
http://ctmad.pt/

Peso da Régua


CHAVES

REVISTA AQUAE FLAVIAE

"AQUAE FLAVIAE Nº 59"  
O Presidente da Câmara Municipal de Chaves, Nuno Vaz e a Presidente da Direção do Grupo Cultural Aquae Flaviae, Maria Isabel Viçoso, convidam V. Exa. a estar presente na divulgação da Revista "Aquae Flaviae n.º 59", a ter lugar no próximo dia 13 de dezembro, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal de Chaves.

Como oradora convidada estará a Prof. Doutora Helena Gonçalves Pinto, da Universidade Autónoma de Lisboa.